Ciência,
Por: 6 de agosto de 2014

Estudante cria folha sintética capaz de produzir oxigênio

Uma folha biológica sintética capaz de criar oxigênio. Essa é a criação do estudante Julian Melchiorri, do Royal College of Art, no Reino Unido. A invenção pode ser útil em viagens espaciais e ainda ajudar a melhorar a qualidade do ar na Terra.

Melchiorri desenvolveu o projeto em conjunto com a Universidade Tufts, nos Estados Unidos. A folha, chamada de Silk Leaf, é feita com proteínas de seda, que são resistentes a viagens espaciais. Os cloroplastos, que permitem a fotossíntese nas plantas, também fazem parte do material.

Silk-Leaf-by-Julian-Melchiorri_dezeen_04_644“Plantas não crescem em gravidade zero”, explica Melchiorri. “A Nasa está pesquisando maneiras de garantir um suprimento de oxigênio em viagens longas, para que as pessoas possam viver no espaço. Esse material nos permitirá explorar muito mais além.”

O material também poderia ser usado em fachadas de edifícios e sistemas de ventilação no interior para gerar oxigênio. Seria possível absorver o ar de fora da construção, que, ao passar por filtros biológicos, levaria o oxigênio para dentro dos prédios.

 

 

Silk-Leaf-by-Julian-Melchiorri_dezeen_06_644

Silk-Leaf-by-Julian-Melchiorri_dezeen_07_644

 

 

 

 

 

 

 

 

Assim como folhas reais, o novo material necessita de uma pequena quantidade de água doce e luz para produzir oxigênio, ambos elementos que ainda precisam ser descobertos em outros planetas para que os humanos possam chamá-los de lares.

Ele é constituído de cloroplastos de células vegetais que são suspensas numa teia de proteína de seda. A proteína é extraída a partir de fibras de seda natural. “Este material tem propriedades surpreendentes, capazes de estabilizar moléculas”, explicou ele no vídeo que você confere abaixo:

 

 

Criar uma “arquitetura viva” poderia ajudar a humanidade a sobreviver, afirma Rachel Armstrong palestrante  sênior da Universidade de Greenwich, que está investigando como poderíamos desenvolver uma cidade no espaço.

 

Fonte: Exame

 

Compartilhe:

O Autor

Arthur

Arthur

Discípulo de Java, sonysta, caixista, nintendista, pcsista e viciado em tecnologia.